(+351) 924.275.700

actualizacao,rendas,imobiliario,portugal,2018

As rendas em 2018 vão ter o maior aumento desde 2013


A partir de 2018, as rendas vão aumentar em cerca de 1,01%, representando o maior aumento no arrendamento desde 2013.
 
Quem decide se aumenta a renda, é o senhorio que no entanto, terá de respeitar alguns critérios como o ano de celebração do contrato de arrendamento e a data da última actualização.
 
A percentagem de aumento é definida todos os anos pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e resulta da variação do Índice de Preços no Consumidor, nos últimos 12 meses. Este índice permite conhecer a evolução da inflação e é também calculado periodicamente pelo INE. "Para saber que valor de renda pode vir a pagar, multiplique o montante actual por 1,0112. Por exemplo: a uma renda de 500 euros somam-se 5,60 euros, passando a totalizar 505,60 euros.
 
Se for necessário o arredondamento do valor, este deve ser feito à unidade de cêntimo imediatamente superior. Assim, se o cálculo da renda der 502,733 euros, a renda é arredondada para 502,74 euros. Já se o resultado for 99,001 euros, a renda final será 99,01 euros. 
 
Todos os contratos destinados a habitação assinados depois de 19 de Novembro de 1990 e os não habitacionais posteriores a 5 de Outubro de 1995 estão abrangidos pelo aumento. A actualização produz efeitos a partir da data de aniversário do contrato e só pode ser aplicada sobre rendas que permanecem inalteradas há, pelo menos, um ano. 
Verificadas estas condições, a opção de actualização cabe ao senhorio.

source: http://www.diarioimobiliario.pt

 


 

Partilhar: